Buscar

Carregando...

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Centro de Zoonoses promove palestras referentes à Semana Nacional de Combate ao Calazar





O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em parceria com a Vigilância Epidemiológica e Programa de Saúde na Escola (PSE), promoveram palestras educativas em alusão à “Semana Nacional de Combate e Controle à Leishmaniose (Calazar) “ em escolas municipais de Caxias.

As atividades foram realizadas nas unidades escolares Leôncio Alves de Araújo, Edson Lobão e Lourdes Feitosa, entre os dias 10/08 e 11/08, pela equipe do Núcleo de Educação em Saúde (NES/CCZ)  que expôs informações sobre o vetor transmissor, sintomas e formas de combate e prevenção do Calazar com distribuição de material informativo.

Saiba mais

A Lei Federal 12.604, de 03 de abril de 2012, instituiu a Semana Nacional de Combate e Controle à Leishmaniose, celebrada anualmente na semana que incluir o dia 10 de agosto, data escolhida em homenagem ao médico sanitarista e cientista Evandro Lobo Chagas, que nasceu neste dia e realizou estudos sobre febre amarela, malária e, principalmente, sobre a leishmaniose.

A Leishmaniose é uma das seis doenças tropicais de maior relevância mundial e ocupa o segundo lugar, depois da malária, entre as infecções por protozoários que acometem os seres humanos, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). É uma doença provocada pelo protozoário Leishmania Chagasi transmitida ao homem através da picada do inseto flebótomo, conhecido também como mosquito palha. A transmissão se dá quando o inseto se contamina ao picar cães, animais silvestres e roedores infectados, e em seguida transmite ao ser humano. O período de incubação no ser humano varia de 2 a 6 meses. A infecção pode manifestar de forma moderada a grave, provocando sintomas como anemia, febre contínua, aumento do baço e fígado comprometendo as funções hepática e renal.

 










Fonte: NES/CCZ

terça-feira, 21 de junho de 2016

Prefeitura entrega kits para agentes de endemias e repelentes a gestantes


O Governo Estadual e a Prefeitura de Caxias entregaram nesta segunda-feira (20) para os agentes de combate a endemias 70 kits com materiais de trabalho de campo.






“Os agentes de endemias lutam todos os dias para combater o mosquito Aedes. Nada mais justo que terem um material de qualidade para trabalharem. Esses kits irão ajudar no cotidiano de cada um”, disse a gestora regional de saúde, Alzira Cavalcante. 

Os kits possuem bolsa, lanterna, fita métrica, pipeta, picadeira, pesca larvas, e têm como objetivo auxiliar no serviço prestado pelos agentes na zona urbana e rural de Caxias. 



Repelentes 

Ainda na segunda, o prefeito, acompanhado de técnicos da Secretaria de Saúde, realizou a entrega de repelentes para as grávidas atendidas pela Unidade Básica de Saúde (UBS) do Campo de Belém. 

"Começar a semana com trabalho é muito gratificante. Entregamos kits para os agentes de endemias, tudo para continuar o combate ao mosquito Aedes, transmissor da dengue, zika e chikungunya. E também fizemos a entrega de repelentes para que as futuras mamães fiquem protegidas", ressaltou o prefeito Leo Coutinho. 




A gestante Elisangela de Amorim destacou a ação. “Fico muito gratificada com o recebimento desse repelente. O dinheiro que antes seria gasto na compra dele será revertido em outro procedimento de minha gestação”. 

Saiba mais 

Todas as UBS e agentes da saúde da família receberão um total de 760 repelentes que serão destinados às grávidas de todos os bairros e zona rural de Caxias.


Fonte: TV Sinal Verde Caxias 


sábado, 4 de junho de 2016

Centro de Zoonoses participa de Mutirão de Atendimento à mulher no bairro Volta Redonda




O Centro de Controle de Zoonoses de Caxias (CCZ) participou de mais um Mutirão de Atendimento à comunidade caxiense promovido pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. O evento aconteceu neste sábado (04), das 8h às 16h, na Escolinha Tia Joana no bairro Volta Redonda.

A equipe do Núcleo de Educação em Saúde (NES) do CCZ proferiu uma mini palestra sobre as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, a dengue, chikungunya e zika vírus, com distribuição de material informativo aos participantes.

Na ação houve também vários serviços gratuitos como: atendimento médico, avaliação nutricional, vacinação, testes de glicemia, aferição de pressão arterial, oficinas de artesanato, corte e costura, planejamento familiar, terapia manual entre outros.





Fonte: NES/CCZ

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Carros fumacê começam a circular em Caxias próxima semana




A Unidade Regional de Saúde (URS) de Caxias recebeu do Governo do Estado dois carros fumacê para complementar o combate ao mosquito Aedes aegypti (transmissor da zika, dengue e chikungunya) que tem sido desenvolvido pela Prefeitura. O serviço começa na próxima semana nos bairros da cidade. 

A chefa do controle vetorial da URS, Clennya Simão, enfatizou que o início do trabalho dos carros fumacê será possível graças ao término do Levantamento de Índice Rápido (Lira), que acontece nesta sexta-feira (29), mostrando como anda a infestação por localidade. Assim, seguindo a portaria do Ministério da Saúde que pede esse relatório, o combate ao mosquito se dá de forma mais direta e eficiente. 

Os profissionais que vão fazer a nebulização pelas ruas foram capacitados e receberam todos os equipamentos de proteção individual para desempenhar a tarefa. Os tonéis de inseticida também já estão na unidade. 

Repelente para gestantes 

A partir da próxima semana, 390 gestantes caxienses que fazem parte do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal, receberão dois frascos de repelente para ajudar na prevenção às doenças transmitidas pelo Aedes. Outro benefício recebido pela URS foram novos kits para os Agentes de Combate às Endemias.




A Unidade Regional de Saúde de Caxias atende mais seis municípios: São João do Sóter, Coelho Neto, Duque Bacelar, Aldeias Altas, Buriti, Afonso Cunha.

Fonte: http://caxias.ma.gov.br